03/07/2020 - O legado do Jazz no Brasil e o protagonismo de Marly Tavares


Ah o Jazz… com sua explosão de energia e seu ritmo pulsante! 

Como não amar este estilo de dança que se tornou tão eclético ao longo dos anos! No Brasil a chegada desta modalidade se deu por volta dos anos 30/40, mas foi em meados do anos 50 que se fortaleceu por meio dos shows de teatro revista e programas de auditório de rádio. Nesse contexto não podemos deixar de destacar o papel e a contribuição de uma figura central do Jazz no Brasil: Marly Tavares. Coreógrafa e bailarina formada pelo Teatro Municipal do Rio de Janeiro, ganhou notoriedade dançando em programas de televisão como Programa Noite de Gala. 

Em 1961 aconteceram produções de grandes sucessos do Teatro Revista, principalmente no que se refere a contribuições para a dança jazz. Como:• SKINDÔ: coreografado por Sônia Shaw, teve como assistente de coreografia Juan Carlos Berardi. Foi produzido por Abraham Medina e levou Marly Tavares ao estrelato no papel de Skindô!

O ano de 1962 também foi marcante para a Tavares, que recebeu o título de personalidade do ano. Além disso, ela interpretou Minnie Fay, em Alô, Dolly!, show de grande sucesso, produzido por Victor Berbara, com coreografias de Gower Champion, sob responsabilidade de Lowell Purvis.

Os anos 70 marcaram foram marcantes na história do jazz no Brasil com a chegada de Lennie Dale com o grupo de dança Dzi Croquettes. Grupo carioca irreverente, alinhado à contracultura, à criação coletiva e ao teatro vivencia! O grupo era acompanhados por fãs fiéis e fizeram escola, interferindo na formação de multiplicadores deste estilo de dança.

Foi nos anos 80 que o Jazz ganhou popularidade no Brasil, com a chegada de grande influências jazzísticas musicadas como: Cats (1980) e dos filmes Grease (1978), All that jazz (1979), Hair (1979), Os embalos de sábado à noite (1978) , Fama (1980) e Chorus Line (1985).

"Depois do balé clássico, da asa voadora e do windsurf, chegou a vez das academias de jazz, novo modismo propagado por uma telenovela, Baila Comigo. Estilo de dança confundido até recentemente com ritmos afro e agogo, o jazz começou a se popularizar com o sucesso de filmes como "Fama" e "O show deve continuar". Na academia de Lennie Dale e Marly Tavares, o telefone não parava de tocar. Funcionando há apenas seis meses, a academia já tinha quase quinhentos alunos e começava a recusar novos pretendentes. Segundo Marly Tavares, poucos querem se profissionalizar: A maioria vem mesmo é por moda. Eu espero que não seja apenas uma febre, espero que a dança fique. Nós queremos abrir campo porque temos poucos bailarinos. Essa é uma grande dificuldade, pois nunca houve escola. O jazz é conhecido há poucos anos e já foi muito confundido com o rebolado, pelo menos da parte do grande público. Jazz é um estilo de dança que exige formação clássica. É uma dança criativa, mas que exige postura e consciência do corpo. É difícil, exige técnica e grande aprendizado." Kaká D'Ávila, professora do Joyce Balé, lembra como essa tudo começou: na época das discotèques, com John Travolta nas telas, Dancing' Days e Sônia Braga na televisão, todo mundo queria entrar na pista sabendo todos os passos de Night Fever e More than a woman. E as academias de jazz tinham uma coreografia parecida com as dessas músicas." Trecho retirado do artigo "Uma possível história da dança Jazz no Brasil"

Atualmente outros estilos de dança se firmaram no Brasil, atualmente a onda da moda é o K-pop. Acreditamos que todas a grande influência do Jazz e de Marly no cenário da dança construiu e ainda constrói nossos ritmos e movimentos! 

Neste úlitmo domingo, Marly Tavares completou 80 anos! E nós, do clickondance temos o prazer de ter como nossa diretora criativa Lucinha Machado, ex aluna da nossa querida Marly! Seguimos por aqui disseminando a cultura do Jazz de forma acessível e online em nossa plataforma! 

Até a próxima

Para saber mais:

https://www.youtube.com/watch?v=7sbCWHCey00 - entrevista com Marly Tavares 

Fontes: 

https://www.republicacenica.com.br/downloads/textos/Jazz%20embap.pdf

https://spdrj.com.br/wp-content/uploads/sites/150/2019/09/APOSTILA-DE-DAN%c3%87A-SHOW.pdf

Voltar