26/07/2020 - SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA anuncia programação online de 27 de julho a 07 de agosto


A partir do dia 31/07, às 18h, o público vai poder conferir a íntegra de Vadiando, obra assinada por Ana Vitória durante o segundo Ateliê de Coreógrafos Brasileiros, realizado pela Companhia em 2013. A criação, que teve assistência coreográfica de Renata Costa, é inspirada pelo filme Vadiação (1954), de Alexandre Robatto, e trabalha os movimentos da capoeira em diálogo com elementos da dança contemporânea. Cenas do filme, editadas por Guido Marcondes e Carmen Luz, permeiam a obra de modo a ressignificar os corpos, o espaço e o tempo.

Segundo Ana Vitória, o vídeo que serviu de inspiração para Vadiando “foi o primeiro filme de dança que assisti e com ele repensei meu corpo e identidade. Para coreografar, sempre parto de algo mais biográfico e, mais de 60 anos depois do lançamento, este mesmo filme me permite ir além do meu objeto”. Os bailarinos são conduzidos pela trilha sonora de Jorge Peña e Célio Barros ao longo do cenário assinado por Carmen Luz e desenvolvido por Marcos Arruzzo e Alvaro Souza. A assistência de composição é de Natália Fagá.

O espetáculo ficará disponível gratuitamente, para visualização sob demanda, por 15 dias. Ao fim do período, uma nova criação entrará em cartaz sempre às sextas-feiras.

A estreia de Vadiando será antecedida por minidocumentários que apresentam bastidores e curiosidades sobre essa criação. Eles vão ao ar nas redes sociais da Companhia a partir do dia 29/07.

Esta quinzena contempla ainda uma nova edição virtual das Oficinas de Dança, adaptadas ao contexto atual e às limitações do espaço doméstico. No dia 04/08, às 10h, o professor Lars Van Cauwenbergh ministra a Oficina de Técnica de Balé Clássico Intermediário, na qual os alunos conhecem um panorama da técnica de balé usada em uma companhia profissional. A atividade tem como objetivo o compartilhamento de técnicas de dança entre os alunos inscritos e os professores da Companhia.

A Oficina é gratuita e acontece pela plataforma Zoom. As inscrições abrem no dia 28/07, às 11h, no site www.spcd.com.br/inscricoes.php. As vagas são limitadas e os participantes recebem certificado. As instruções de acesso serão enviadas por e-mail aos inscritos.

O selo #SPCDdigital também traz uma nova edição das Oficinas de Capacitação Técnica, voltadas aos interessados em desbravar as múltiplas atividades que envolvem a construção de um espetáculo de dança. Desta vez, o tema será Oficina de Iluminação: Do início à contemporaneidade – A influência da luz na dança, com condução do Iluminador da Companhia, Nicolas Marchi, e mediação do Técnico de Som da SPCD, Rodolfo Dias Paes (DiPa). A oficina acontece no dia 07/08, às 15h30, de modo virtual, pela plataforma Zoom.

Nesta atividade, os inscritos irão conhecer os desafios técnicos no planejamento, montagem e manuseio – físico e digital – dos elementos de iluminação, partindo da história da utilização desses equipamentos nos espetáculos de dança até seu uso nos balés contemporâneos. O objetivo é mostrar como a luz é fundamental para contar uma obra, reforçando as diferentes linguagens presentes a cada cena. O link de acesso será enviado por e-mail aos participantes. Para receber as instruções, basta se inscrever gratuitamente, a partir de 30/07, no site www.spcd.com.br/inscricoes.php. As vagas são limitadas e os participantes recebem certificado.

As crianças também estão contempladas com o lançamento do quinto episódio do podcast Contos do Balé, no dia 07 de agosto, às 14h. Dessa vez, a diretora artística da SPCD, Inês Bogéa, se une a Luca Baldovino para narrar a história do balé A Flauta Mágica, que apresenta com muito humor o amor proibido entre Luc, um simples camponês, e Lise, filha de uma bem-sucedida fazendeira. Diante de um gesto de generosidade do rapaz, percebendo a dificuldade do jovem em viver este romance, um desconhecido lhe entrega um presente especial: um instrumento mágico que faz todos dançarem à vontade do flautista.

Apesar de o título ser o mesmo de uma célebre ópera de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), é a trilha de Riccardo Drigo a responsável por conduzir a coreografia assinada em 1893 por Lev Ivanov (1835-1901) e também este episódio do podcast, que ganha ainda uma divertida sonorização responsável por ressaltar o humor presente na história, a primeira escrita especialmente para esta ação da Companhia.

Com novos episódios lançados sempre na primeira sexta-feira de cada mês, o podcast apresenta contações de grandes histórias de clássicos do balé de repertório. Os conteúdos ficam disponíveis no canal da SPCD no YouTube e nos principais tocadores de áudio online.

Quem quer se aprofundar no repertório da dança não pode perder ainda a live que acontece no dia 05/08, às 19h, com Ana Roberta Teixeira, bailarina da SPCD. Na ocasião, ela comenta trechos de Petite Mort (1991), criação original do coreógrafo tcheco Jirí Kylián que estreou no repertório da SPCD em 2013 com remontagem assinada por Patrick Delcroix.

Concebida a partir das obras Concerto para Piano em Lá Maior KV 488 (Adagio) e Concerto para Piano em Sol Maior KV 467 (Andante), ambas de Mozart, Petite Mort tem como tema principal o prazer e sua brevidade, em um lembrete de que a vida é relativamente curta e que a morte nunca está longe. Segundo Kylián “uma morte sempre acompanha a nossa vida; às vezes ela é pequena, às vezes grande. Mas é a companheira fiel que temos desde que nascemos até o fim”.

Os 12 bailarinos em cena dançam em torno do cenário também assinado por Kylián, sob a luz idealizada pelo coreógrafo e realizada por Joop Caboort. Os figurinos são de Joke Visser e a supervisão técnica de luz e palco é de Kees Tjebbes.

Ana Roberta dividirá a live com André Grippi, ex-bailarino da SPCD. Tal como ela, André também participou do processo de remontagem do trabalho, em 2013. Durante o bate-papo ao vivo, que ocorre no perfil da Companhia no Instagram, os dois interagem com o público e respondem a perguntas.

O selo #SPCDdigital abrange também o fortalecimento do streaming dos documentários Figuras da Dança, que apresentam a história da dança no País a partir de depoimentos em primeira pessoa de grandes personalidades da área. Neste período, serão destacados documentários com Janice Vieira e Cecília Kerche.

A campanha #SPCDdigital pode ser conferida em todas as redes sociais da SPCD: Facebook (@spciadedanca), Instagram (@saopaulociadedanca), Twitter (@spciadedanca) e YouTube (São Paulo Companhia de Dança). A iniciativa se soma à ação #CulturaEmCasa, criada pelo Governo do Estado de São Paulo em enfrentamento à disseminação do novo coronavírus (COVID-19), para oferecer diferentes conteúdos ligados à difusão da dança no meio virtual, estimulando a permanência das pessoas em seus lares dialogando com a arte.

Foto: Bailarino Binho Pacheco, cena de Vadiando / Crédito da foto: Silvia Machado

#SPCDdigital – Cronograma de 27 de julho a 07 de agosto

Data: 27/07 (segunda-feira)
Conteúdo: Figuras da Dança – Janice Vieira
O que é: Documentário sobre a fundadora do Grupo Pró-Posição Balé-Teatro, um dos pioneiros na incorporação do conceito de dança-teatro no Brasil. Direção: Inês Bogéa.
Disponibilização: Vídeo na íntegra no canal da São Paulo Companhia de Dança no YouTube e no Facebook. 

Data: 29/07 (quarta-feira)
Conteúdo: Por Dentro da Dança – Vadiando
O que é: Entrevista com a coreógrafa Ana Vitória e demais profissionais envolvidos na criação da obra. Direção: Inês Bogéa.
Disponibilização: Vídeo na íntegra no IGTV do perfil oficial da São Paulo Companhia de Dança no Instagram.

Data: 31/07 (sexta-feira), às 18h
Conteúdo: Obra à la Carte – Vadiando
O que é: Transmissão da obra assinada por Ana Vitória, em 2013, com trilha de Jorge Peña e Célio Barros.
Disponibilização: Vídeo na íntegra, pelo período de 15 dias, no canal da São Paulo Companhia de Dança no YouTube.

Data: 03/08 (segunda-feira)
Conteúdo: Figuras da Dança – Cecília Kerche
O que é: Documentário sobre a bailarina brasileira que mais atuou em apresentações do balé O Lago dos Cisnes no exterior. Direção: Inês Bogéa.
Disponibilização: Vídeo na íntegra no canal da São Paulo Companhia de Dança no YouTube e no Facebook.

Data: 04/08 (terça-feira), às 10h
Conteúdo: Oficina de Técnica de Balé Clássico Intermediário
O que é: O professor da SPCD, Lars Van Cauwenbergh, ministra uma oficina de dança clássica. A inscrição é gratuita e deve ser feita a partir do dia 28/07 em www.spcd.com.br/inscricoes.php. Vagas limitadas.
Disponibilização: Ao vivo via Zoom (acesso restrito para os inscritos)

Data: 05/08 (quarta-feira), às 19h
Conteúdo: Obra comentada – Petite Mort, por Ana Roberta e André Grippi
O que é: Live no perfil da SPCD no Instagram na qual os bailarinos comentam um trecho da obra original de Jirí Kylián e batem um papo com o público.
Disponibilização: Ao vivo nos Stories do perfil da São Paulo Companhia de Dança no Instagram.

Data: 07/08 (sexta-feira), às 14h
Conteúdo: Podcast Contos do Balé: Episódio #05 – A Flauta Mágica
O que é: No quinto episódio do podcast voltado ao público infantil, Inês Bogéa se une a Luca Baldovino para narrar a história de um pobre camponês que tem sua sorte transformada quando ganha um presente mágico de um desconhecido.
Disponibilização: Áudio na íntegra no canal da São Paulo Companhia de Dança no YouTube e nos principais tocadores de música online.

Data: 07/08 (sexta-feira), às 15h30
Conteúdo: Oficina de Capacitação Técnica – Iluminação: Do início à contemporaneidade – A influência da luz na dança
O que é: Ministrada por Nicolas Marchi, Iluminador da SPCD, a oficina apresenta os desafios técnicos no planejamento, montagem e manuseio dos elementos de iluminação, partindo da história da utilização destes equipamentos nos espetáculos de dança até chegar ao uso nos balés contemporâneos. A inscrição é gratuita e deve ser feita previamente, a partir do dia 30/07, pelo site www.spcd.com.br/inscricoes.php.
Disponibilização: Ao vivo via Zoom (acesso restrito para os inscritos)

SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA

Direção Artística e Executiva | Inês Bogéa Criada em janeiro de 2008, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) é um corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa, doutora em Artes, bailarina, documentarista e escritora. A São Paulo é uma Companhia de repertório, ou seja, realiza montagens de excelência artística, que incluem trabalhos dos séculos XIX, XX e XXI de grandes peças clássicas e modernas a obras contemporâneas, especialmente criadas por coreógrafos nacionais e internacionais. A difusão da dança, produção e circulação de espetáculos é o núcleo principal de seu trabalho. A SPCD apresenta espetáculos de dança no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior e é hoje considerada uma das mais importantes companhias de dança da América Latina pela crítica especializada. Desde sua criação, já foi assistida por um público superior a 732 mil pessoas em 17 diferentes países, passando por mais 142 cidades em cerca de 960 apresentações. Desde sua criação, a Companhia já acumulou mais de 30 prêmios nacionais e internacionais. Além da Difusão e Circulação de Espetáculos, a SPCD tem mais duas vertentes de ação: os Programas Educativos e de Sensibilização de Plateia e Registro e Memória da Dança.

INÊS BOGÉA - Direção Artística e Executiva | Inês Bogéa é doutora em Artes (Unicamp, 2007), bailarina, documentarista, escritora, professora no curso de especialização Arte na Educação: Teoria e Prática da Universidade de São Paulo (USP) e autora do “Por Dentro da Dança” com a São Paulo Companhia de Dança na Rádio CBN. De 1989 a 2001, foi bailarina do Grupo Corpo (Belo Horizonte). Foi crítica de dança da Folha de S. Paulo de 2001 a 2007. É autora de diversos livros infantis e organizadora de vários livros. Na área de arte-educação foi consultora da Escola de Teatro e Dança Fafi (2003-2004) e consultora do Programa Fábricas de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado (2007-2008). É autora de mais de quarenta documentários sobre dança.

Voltar