15/10/2020 - Dança é objeto de estudo em segundo vídeo performance do Pérfida Iguana


No vídeo da semana da série Manejo, Renan Marcondes e Carolina Callegaro refletem sobre como construir novos significados para a dança

Até 30 de outubro, sempre às sextas, às 17 horas, o Pérfida Iguana apresenta uma série inédita de vídeos desenvolvidos pelos artistas Renan Marcondes e Carolina Callegaro em parceria com a BRUTA Flor Filmes. Após Primavera (ainda disponível no site), nesta segunda semana do projeto, é a vez de Verão ser apresentado. Os vídeos buscam transformar objetos e imagens do repertório da arte em vasos, covas e adubo para um mundo por vir.

Em Verão, a dupla materializa parte de sua pesquisa sobre a dança, enterrando símbolos, elementos e imagens tradicionais da dança, convidando o público a refletir sobre o que de novo podemos pensar a partir deles.

Parte da pesquisa “Reconhecer e Perseguir”, contemplado pelo ProAc de produção em dança, o projeto do Pérfida Iguana também lança um texto crítico inédito de Ruy Luduvice, a dramaturgia original de Artur Kon escrita para essa pesquisa e o registro das “lives” feitas em setembro de 2020. Todo o material se encontra disponível em um novo site bilíngue, que abriga as produções do pólo desde 2015: O link para site é www.perfidaiguana.com .

Após o Proac, o trabalho ainda deve ganhar desdobramentos e a pesquisa deve se desdobrar em outras pesquisas e produtos em 2021.

O Pérfida Iguana se configura como um polo de criação e pesquisa em dança criado e gerido pela bailarina e coreógrafa Carolina Callegaro, pelo artista visual e performer Renan Marcondes e pela atriz e produtora Tetembua Dandara. Tem como principal objetivo pesquisar intersecções entre dança contemporânea e artes visuais, o que também poderia ser definido como: as muitas imagináveis e tensas relações entre corpo e imagem a partir do cruzamento entre a dança – ferramentas técnicas e composicionais da improvisação e da coreografia -, os procedimentos performativos e as estruturas expositivas e instalativas autônomas.

Desde que iniciaram os trabalhos em 2014, os artistas optaram por nomear o Pérfida Iguana não como um grupo ou uma companhia, mas sim como um polo de criação e produção em dança contemporânea. Isto se deve ao interesse por um modo de criação e produção que se mantenha horizontalizado em todas as suas etapas, o que os conduziu à escolha por trabalhar sem uma figura central de direção e, consequentemente, compartilhar com a produção e os artistas colaboradores – sempre convidados para agregar seus olhares a cada processo criativo – o encaminhamento conjunto dos rumos de cada trabalho. Assim, o Pérfida Iguana estabeleceu laços sólidos e constantes com diversos artistas cujas pesquisas pessoais se mesclam, cada vez mais, com os interesses de pesquisa do polo. Da mesma forma, a pesquisa do núcleo parece também afetá-los, uma vez que o Pérfida Iguana também passou a colaborar nos projetos pessoais desses artistas nos últimos anos.

Projeto Reconhecer e Perseguir – Série de vídeos Manejo, de 9 a 30 de outubro, sextas, às 17 horas. Grátis.
Concepção, performance e direção geral do projeto – Carolina Callegaro e Renan Marcondes
Dramaturgia – Artur Kon
Dramaturgismo – Clarissa Sacchelli
Colaboração – Andréia Yonashiro e Érica Tessarolo
Luz – Laura Salerno
Música – Letra de Artur Kon e composição de Paula Mirhan a partir das respostas de Elisa Band, Raul Rachou, Ana Teixeira, Rafa Costa e da equipe do projeto
Som – Sérgio Abdalla
Vídeo – BRUTA Flor Filmes
Produção – Mariana Pessoa e Tetembua Dandara
Direção dos vídeos: Carolina Callegaro e Renan Marcondes em parceria com a BRUTA Flor Filmes. Textos – Artur Kon. Direção de fotografia – Cacá Bernardes. Montagem – Bruna Lessa. Som direto – Carina Iglesias. Vídeo “inverno” – Gabriel Junqueira. Mixagem de som e trilha original de “inverno” – Sérgio Abdalla
Agradecimentos Rodrigo Bianchini, Marcileia Egidio Sampaio, Rever Estudos em Fotografia e Laura Salerno.

Voltar