× O ClickOnDance vai mudar! Em breve novidades sobre a nova experiência de aulas online que estamos preparando para você. Nosso portal segue com atualizações diárias e uma curadoria especial com dicas do mundo da dança. Acompanhe também nosso instagram: www.instagram.com/clickondance

26/03/2022 - Funarte SP e Ballet Stagium convidam estudantes de escolas públicas para aulas gratuitas de dança


Crianças e adolescentes, com idades entre 7 e 14 anos, que estudam em escolas públicas já podem se inscrever, gratuitamente, em aulas de balé clássico, balé contemporâneo, capoeira, danças circulares, sapateado e street dance. A iniciativa faz parte de uma parceria da Fundação Nacional de Artes – Funarte e o renomado Ballet Stagium, por meio do seu Projeto Joaninha. A Funarte está disponibilizando salas de dança no Complexo Cultural Funarte SP, em Campos Elíseos, para as atividades da companhia pelo período de cinco anos. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas presencialmente na instituição, por meio do e-mail ciastagium@gmail.com ou pelo WhatsApp (11) 97390-1667.

Os ensaios do corpo permanente do balé e as oficinas do Projeto Joaninha estão sendo realizados desde o dia 17 de janeiro, quando se iniciou a cessão de espaço e a parceria entre as duas instituições. Segundo os idealizadores e fundadores do Ballet Stagium, Marika Gidali e Décio Otero, o programa busca, não só formar profissionais e multiplicadores em dança, mas  potencializar cidadãos atuantes na sociedade. “O Projeto Joaninha tem o objetivo, por meio da dança, de sensibilizar crianças e adolescentes para a descoberta de potencialidades inatas e contribuir na conscientização da identidade pessoal e na articulação em prol do coletivo”. O intuito da ação de parceria é atender, no mínimo, 100 estudantes durante o período de ocupação do espaço.

O programa Dança & Ação Social Ballet Stagium, que engloba o Projeto Joaninha, busca estabelecer uma associação duradoura com a Funarte e que propicie a execução de atividades artísticas e sociais. “Em tempos de mudanças, ampliar alianças é fundamental para fortalecer o diálogo entre arte, educação e sociedade. Atuar em parceria é um caminho para potencializar nossas ações diante dos desafios”. E a cia. ressalta: “O Stagium ao longo dos seus 50 anos de existência e resistência, vivencia a cada dia caminhos para ampliar a visão da realidade, alargar possibilidades de inclusão, reconhecer a diversidade e promover horizontes sustentáveis. Que venham os frutos desta parceria!”.

A cessão de espaço das salas do Complexo Cultural Funarte SP para a companhia de dança compreendem ensaios de coreografias, realização de oficinas, além de aulas de balé clássico e contemporâneo para bailarinos em formação. Pelo Projeto Joaninha, o Stagium oferece cursos de dança e integração social para crianças e jovens de comunidades vulneráveis. Também estão na agenda da ocupação palestras com os diretores Décio Otero e Marika Gidali, oficinas de dança e, inclusive, ensaios abertos e espetáculos gratuitos para alunos, profissionais de dança e público em geral.

Saiba mais sobre o Ballet Stagium

O Ballet Stagium, fundado em 23 de outubro de 1971 por Marika Gidali e Décio Otero, completa, em 2022, 51 anos ininterruptos de defesa, desbravamento e exaltação da imensidão artística nacional pelo olhar transformador da dança. A companhia se apresenta em espaços diversificados, como hospitais, internatos, centros prisionais, igrejas, escolas, parques, reservas ambientais, barcas, praias, trens, ruas e em grandes teatros brasileiros. A arte-educação, entendimento singular da dança como agente-condição de transformação pessoal e social, tem sido o alicerce da elaboração das atividades e projetos da companhia. Muito antes da época das contrapartidas, o Stagium aumentou o alcance social de seu trabalho artístico, desenvolvendo projetos pedagógicos em todo o Brasil e, com isso, foi tecendo um novo perfil para a dança no país. 

Sobre os diretores do Stagium

Marika Gidali

Bailarina húngara, radicada no Brasil. Iniciou seus estudos de dança em São Paulo, com o professor Serge Murchatovsky, na escola Carmem Brandão. Atuou como bailarina no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no Ballet do Teatro Cultura Artística e no Ballet IV Centenário. Na área da educação e inclusão social, coordenou atividades de dança nas unidades da FEBEM e, atualmente, atua no Projeto Joaninha. Também é responsável pelos projetos Dança a Serviço da Educação; Stagium vai às Escolas; Escolas Vão ao Teatro e Professor Criativo - curso dirigido a professores da rede pública de ensino do estado de São Paulo. Gidali trabalhou em espetáculos teatrais como coreógrafa e assistente de direção, atuando ao lado de importantes nomes da cena brasileira, como Ademar Guerra, Flávio Rangel, Silney Siqueira e Oswaldo Mendes. É ganhadora do Prêmio Cultural Blue Life, como uma das mulheres de destaque; e da Medalha de Ordem do Rio Branco, por sua contribuição à cultura brasileira. Ganhou o Prêmio Nacional Jorge Amado de Literatura e Arte, edição 2005; o Ilanud-Unicef (Prêmio Sócio-Educando); o Prêmio UNESCO (Mérito Artístico) e o Mérito Cultural, da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, entre outros.

Décio Otero

Bailarino, coreógrafo, diretor artístico e escritor. Nasceu na cidade de Ubá, Zona da Mata de Minas Gerais. No Ballet Stagium, coordena e dirige com Marika Gidali, além do elenco profissional, importantes trabalhos na área social e de educação, como os projetos Joaninha, Professor Criativo, Stagium vai às Escolas, Escolas vão ao Teatro, entre outros. Otero já recebeu diversos prêmios por seus trabalhos como bailarino e coreógrafo e por relevantes serviços prestados à sociedade por meio de sua proposta de dança como ação social, destacando-se no Prêmio Sócio-Educando, concedido pela Ilanud e a UNICEF, por seu trabalho junto a jovens infratores de todo o país. Como parte do prêmio, o artista viajou ao Canadá, com Marika Gidali, para pesquisar e conhecer o sistema judiciário e carcerário daquele país. Otero recebeu, ainda, a Medalha de Mérito Cultural outorgada pelo Conselho Nacional de Dança, órgão vinculado ao Conselho Internacional da UNESCO. Em 2006, recebeu a comanda Ary Barroso, outorgada pela cidade de Ubá (sua cidade natal), pelos relevantes serviços prestados à dança brasileira.

Ocupação do Complexo Cultural Funarte SP pelo Ballet Stagium

Tempo de cessão de espaço: cinco anos |início: 17 de janeiro de 2022

Atividades oferecidas pelo Dança & Ação Social Ballet Stagium, incluindo o Projeto Joaninha: ensaios de coreografias, realização de oficinas, aulas de balé clássico, balé contemporâneo, capoeira, sapateado, dança de rua, danças circulares, história da arte e cultura em geral. Palestras com os diretores Décio Otero e Marika Gidali, ensaios abertos e espetáculos gratuitos para alunos, profissionais da dança e público em geral.

Foto de Sharine Machado

SERVIÇO

Inscrições abertas para o Projeto Joaninha

Requisitos: alunos de escolas públicas, com idades entre 7 e 14 anos
Como se inscrever: presencialmente na instituição, através do e-mail ciastagium@gmail.com ou pelo WhatsApp: (11) 97390-1667
Local: Complexo Cultural Funarte SP
Alameda Nothmann, 1058 - Campos Elíseos, São Paulo (SP)

Voltar