× O ClickOnDance vai mudar! Em breve novidades sobre a nova experiência de aulas online que estamos preparando para você. Nosso portal segue com atualizações diárias e uma curadoria especial com dicas do mundo da dança. Acompanhe também nosso instagram: www.instagram.com/clickondance

27/04/2022 - ESPAÇO TÁPIAS ABRE SEDE DO GRUPO TÁPIAS NO RIO DE JANEIRO COM AMPLA PROGRAMAÇÃO CULTURAL E EDUCATIVA


O Rio de Janeiro ganha em maio um novo centro cultural dedicado à dança, com ampla programação de cursos, oficinas e residências, e uma agenda de espetáculos que contemplam as artes em geral. O Espaço Tápias comemora a abertura da nova sede física do Grupo Tápias Cia de Dança, no Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, após um hiato de mais de dez anos, quando funcionou em Botafogo com o nome de Espaço Café Cultural. Com direção geral e artística de Giselle Tápias e Flávia Tápias, o Espaço Tápias  é composto por três salas – com área total de 400m2 – e tem como epicentro das atividades artísticas a Sala Maria Thereza Tápias, homenagem à matriarca da família, mãe e avó de Giselle e Flávia, respectivamente, que conta com patrocínio do Instituto Cultural Vale

Sala MTT abrigará sessões de espetáculos variados, infantis e adultos, aos fins de semana; residências de intercâmbio nacionais e internacionais; oficinas; conversas com artistas e agentes culturais; ações de pesquisa; acolhimento de artistas e companhias de dança do Brasil, e atividades socioeducativas e culturais gratuitas voltadas para comunidades de baixa renda, em especial as do seu entorno. As outras duas salas – Sala Laranja e a Sala Rosa – receberão atividades em cursos regulares ou livres para o público infantil, adulto e profissional.

Com localização estratégica no ponto mais central da Barra da Tijuca, o Jardim Oceânico, o Espaço Tápias abre suas portas próximo ao metrô e ao lado de um estacionamento, na avenida Armando Lombardi, uma das principais vias do bairro, servida por grande oferta de linhas de ônibus. 

“A abertura da nossa sede é um marco importante em nossa trajetória dedicada à dança. Nosso objetivo é poder continuar a fazer, agora de forma contínua, o que já vínhamos fazendo há cerca de três décadas, com todas as ações do Dança em Trânsito e Festival Tápias e em atividades pontuais, que é contribuir para a expansão e o desenvolvimento da dança, em especial a contemporânea, criando conexões, promovendo intercâmbios, abrindo possibilidades para alimentar e fomentar talentos, incentivar a criação e acolher os artistas e companhias de dança profissionais e emergentes”, comemora Giselle Tápias.

Espaço Tápias inicia sua programação cultural no dia 1º de maio, domingo, com o espetáculo de humor e improvisação H.A.R.O.L.D.O., sucesso de Fernando Caruso, que ocupa a Sala Maria Thereza Tápias nos domingos de maio. 

Todos os sábados de maio serão dedicados à dança. O Grupo Tápias – companhia de dança residente, associada ao Espaço Tápias e a todas às suas produções – inaugura essa programação e apresenta trechos do espetáculo 5 Coreógrafos e 1 CorpoFlávia Tápias dança dois solos criados pelo coreógrafo francês Thomas Lebrun (Je m’appelle Flávia Tápias) e  pela suíça Nicole Seiller (On ne se connaît pas encore mais...), com entrada franca. Radicado há 9 anos no Brasil, o coreógrafo e bailarino angolano Dilo Paulo apresenta Ekesa-Sanko, em 14 de maio. Neste solo dirigido por DiloLenna Siqueira, diretores da Cia Corpus Entre Dois Mundos, um herói precisa se reconectar com seu passado para ressignificar o presente. Paula Águas dirige Bruna Fiuza no solo Entre impermanências e resíduos, em 21 de maio. As fases da vida e temas sobre a transformação são revisitados de forma cíclica, entremeados por frases e imagens de artistas como Paula Costa e Roberto Alencar. Para fechar o mês, Renata Barcellos traz, no dia 28Entre o circo e a dança, espetáculo no estilo cabaré, conduzido por um mestre de cerimônias e com apresentações de números de dança e circo de artistas convidados.

Durante a semana, o Espaço Tápias promove na Sala Maria Thereza Tápias uma série de ações com diferentes propósitos, destinadas tanto a bailarinos e companhias de dança de todo o Brasil, como a crianças e jovens, através de cursos de formação e capacitação. “Queremos que nossa sede seja um celeiro de ideias, talentos, encontros, oportunidades, trocas, de caminhos possíveis para a dança, que seja um espaço de acolhimento para as companhias e artistas desenvolverem sua arte. É a convergência e a potencialização de ações que desenvolvemos há vários anos”, destaca Flávia Tápias

·      Aprofundamento Profissional - Projeto formativo para professores multiplicadores através de residências artísticas. Um processo de criação e experimentação, a partir da troca de experiências e da intensa convivência, dá origem, ao final da imersão, a um espetáculo ou a uma aula aberta ao público.

·      Manutenção para Profissionais - Composta por aulas presenciais gratuitas, que posteriormente ficarão disponíveis em plataformas online do Espaço Tápias, voltadas para o aperfeiçoamento e desenvolvimento profissional e ministrada por coreógrafos convidados do Brasil e do exterior.

·      Vivências - Intercâmbios de manifestações artísticas diversas através de residências, enquanto processos de criação e de experimentação, com artistas nacionais e internacionais. A primeira Vivência será a Conexão Rio-São Luiz, com Talyene Cruz Melonio e Natália Maciel, sobre a Dança das Índias e dos Cazumbas do Bumba-Meu-Boi da Baixada, de 6 a 8 de maio. As inscrições podem ser feitas pelo site https://www.espacotapias.com.br/vivencias.

·      Capacitação - Quatro oficinas gratuitas, com 10 vagas cada, serão ministradas a jovens interessados em se capacitar nas áreas de IluminaçãoFotografia CênicaAssessoria de Imprensa e Elaboração de Projetos Culturais Incentivados, que se propõem a não apenas ensinar uma atividade técnica essencial na área de produção cultural, como a absorver os talentos para estágio remunerado no Espaço Tápias durante o ano.

·      Engenho das Artes - Composto de aulas gratuitas de dança, teatro e música para crianças e jovens das comunidades de baixa renda, em especial as existentes no entorno do Espaço Tápias. As turmas serão divididas por faixa etária – de 7 a 13 anos (Turma 1) e maiores de 13 anos (Turma 2) –, sempre aos sábados, de 10h às 13h. Os alunos terão uma pequena ajuda de custo para transporte e alimentação. Inscrições no e-mail formação@espacotapias.com.br  ou pelo whatsapp 21 97291-7235.

·      Apoio para ensaios e coprodução - Por meio de seleção aberta ao público, será oferecido gratuitamente a companhias de dança profissionais e/ou artistas emergentes que necessitam de espaço para criar, ensaiar ou apresentar seus espetáculos. Os selecionados poderão ensaiar por um período mínimo de uma semana. Uma das propostas será contemplada com uma cota de coprodução no valor de R$ 10 mil, destinada a viabilizar ou complementar a criação e desenvolvimento do projeto artístico escolhido. Inscrições no e-mail info@espacotapias.com.br .

As salas anexas Rosa e Laranja receberão atividades de formação artística voltadas para o público infantil, adulto e profissional, seja em cursos permanentes ou livres, criados pensados e ministrados por um coletivo pedagógico formado por 14 coordenadores e 20 professores. Dança contemporâneabalé clássicoteatro musicaljazzhip hopcircoiniciação à dançaTapdança verticalpilatesboxejiu-jitsuflexibilidade e yoga são algumas das práticas permanentes disponíveis. Os cursos livres Dança 50+Dança de salãoDança para todos e Despertando o corpo completam a grade de atividades.           

Foto: On-ne-ce-connat-renato-mangolin

SERVIÇO

ESPAÇO TÁPIAS
Sala Maria Thereza Tápias
Capacidade: 80 lugares
Entrada pela Rua Pedro Bolato, s/nº (ao lado do restaurante La Mole)
Jardim Oceânico – Barra da Tijuca
Estacionamento ao lado (preço único R$ 15)

PROGRAMAÇÃO MAIO / 2022

ESPETÁCULOS

Domingos  - TEATRO ADULTO
01, 08, 15, 22 e 29/05
H.A.R.O.L.D.O.

Estreia: 1º de maio
Temporada: domingos de maio, às 20h
Concepção e direção: Fernando Caruso 
Assistente direção: Davi Salazar
Produção: Diogo Costa, Leticia Vasconcelos, Ohanna Salles e Pablo Pêgas
Classificação etária: 16 anos
Duração: 1h
Ingressos: R$40 inteira / R$20 meia
Vendas: www.sympla.com.br  ou na bilheteria (aos sábados e domingos, de 15h às 20h)

Elenco:
Ana Procópio, Arthur Brasiliano, Diogo Costa, Gabriel Savelli, Giovanna Maia, Layane Karenyna, Leticia Vasconcelos, Mariana Cabral, Marina Almendra, Ohanna Salles e Pablo Pêgas.

H.A.R.O.L.D.O - Habilidade de Associação Rápida com Objetos, Lugares e Diálogos Originais
Livremente inspirado no formato Harold, a montagem se dá de forma totalmente improvisada. A partir de uma palavra sugerida pela plateia, o grupo de atores desenvolve histórias inéditas de narrativa cômica com duração de uma hora. Humorista experiente, Caruso dirigiu e atuou durante nove anos no espetáculo Z.É - Zenas Emprovisadas, ao lado de nomes como Marcelo Adnet, Gregório Duvivier e Rafael Queiroga. Agora, dirige o espetáculo construído com seus ex-alunos formados no Tablado.

Sábados -  DANÇA 

07/05
Grupo Tápias 
Companhia de dança associada ao Espaço Tápias e a todas as suas produções abre a programação de dança com trechos de: “5 Coreógrafos e 1 corpo”.
Entrada franca por ordem de chegada sem lugar marcado.
Capacidade sujeita à lotação do espaço.

Classificação etária: Livre
Duração: 50 minutos
Gratuito

> JE M’APPELLE FLÁVIA TÁPIAS
Criação no contexto do projeto Solo para Flávia do Collectif Essonne Danse, em colaboração com Danse à Lille. Neste pequeno solo é a identidade da performer e o seu percurso profissional que define a peça e o seu desenrolar. O solo muda dependendo do indivíduo que faz a performance. Ao longo da coreografia, em parte escrita e em parte improvisada, elementos de um currículo e pequenas anedotas do cotidiano de uma bailarina profissional são gravadas em sua pele com a ajuda de projeções de vídeo.

Concepção: Nicole Seiller (Suíça)
Intérpretes: Flávia Tápias
Coprodução: Danse à Lille/ CDC e Collectif Essonne Danse.

> “ON NE SE CONNAÎT PAS ENCORE MAIS…”
Thomas Lebrun escolheu Carmem Miranda para inspirar este solo. Ícone da década de 30, que levou seu nome aos mais longínquos recantos do Brasil, Carmem era famosa, alegre e, aparentemente, extrovertida, porém, apesar de cantar melodias alegres, suas canções tinham letras tristes.

Concepção: Thomas Lebrun (França)
Criadora / Intérprete: Flávia Tápias
Coprodução: Danse à Lille / CDC e Collectif Essonne Danse
Direção coreográfica: Thomas Lebrun
Intérprete criadora: Flávia Tápias

14/05
Nessa noite a Sala de Espetáculos Maria Thereza Tápias receberá dois espetáculos de dança:
Ekesa-Sanko & Ventanas 

Classificação etária: livre
Duração:  1h20 
Valor do ingresso: R$30 inteira / R$15 meia 
Vendas: www.sympla.com.br  ou na bilheteria (aos sábados e domingos, de 15h às 20h)

Ekesa-Sanko
Direção: Dilo Paulo e Lenna Siqueira
Interpretação: Dilo Paulo
Companhia Corpus Entre Mundos

O espetáculo conta a história de um herói que esqueceu o seu passado e começa uma jornada para não se perder de si mesmo, resgatando a conexão com seus ancestrais para voltar ao passado e ressignificar o presente.

Ventanas 
Direção: Eliane Carvalho e Milene Muñoz
Interpretação: Eliane Carvalho, Milene Muñoz e Grupo Gesto
Resumo: Ventanas é um espetáculo de dança flamenca  que  se abre  para olhares mais livres e contemporâneos, trazendo a potência e a assertividade do corpo Flamenco para diversos encontros musicais diferentes.

A potência desses atravessamentos abre paisagens físicas e sonoras múltiplas para ir ao que no corpo do bailarino flamenco é peculiar: ao mesmo tempo enraizamento e vôo. Quando opta por um lugar híbrido do flamenco entre uma dança contemporânea e uma dança regional, corajosamente recria e redimensiona no corpo e na cena o que lhes é comum: o movimento.

21/05
Entre Impermanências e Resíduos
Direção: Paula Águas 
Interpretação: Bruna Fiuza 
Duração: 30 minutos
Classificação etária: livre
Valor do ingresso: R$30 inteira / R$15 meia 
Vendas: www.sympla.com.br  ou na bilheteria (aos sábados e domingos, de 15h às 20h)

O solo de dança “Entre Impermanências e Resíduos”, colaboração entre a bailarina Bruna Fiuza e a diretora Paula Águas, rodeia questionamentos sobre a impermanência, tudo aquilo que está em constante transformação, e o residual, tudo aquilo que se tornou acervo. Na resistência de manter o acervo vivo se constrói a história individual. A pesquisa acontece dentro de sistemas de improvisação em cinco temas: a. Nascimento - vontade de existir, de querer vir pro mundo; b. Infância - aprendizagem, sobrevivência, ingenuidade; c. Juventude - vitalidade, desbravar, não ver limites; d. Adulto - negociação, construção, afirmação no mundo; e e. Ancião - calmaria, ponderação, aceitação. De forma cíclica revisito esses temas e numa constante atualização da memória crio novos fraseados, novas narrativas. Em andamento desde maio de 2021, é também entremeada por imagens e frases de artistas como Paula Costa, Roberto Alencar e o projeto um.bigas. Tem a colaboração da artista Paula Costa com a projeção do seu vídeo “Gelo Rosa” e utiliza um texto de Kazuo Ohno do livro “Treino e(m) poema”. Em julho as artistas realizaram um trabalho de campo em uma aldeia xamânica, redimensionando e aprofundando ainda mais a pesquisa.

28/05
Entre o Circo e a Dança 
Direção: Renata Barcellos 
Duração: 50 minutos
Ingressos: R$50 inteira / R$25 meia
Vendas: www.sympla.com.br  ou na bilheteria (aos sábados e domingos, de 15h às 20h)

Evento no estilo Cabaret, com apresentação de números de artistas convidados de circo e dança, conduzidos por um mestre de cerimônias.

 

Voltar