× O ClickOnDance vai mudar! Em breve novidades sobre a nova experiência de aulas online que estamos preparando para você. Nosso portal segue com atualizações diárias e uma curadoria especial com dicas do mundo da dança. Acompanhe também nosso instagram: www.instagram.com/clickondance

17/05/2022 - ESPAÇO TÁPIAS APRESENTA SOLO DE DANÇA COM BRUNA FIUZA E O ESPETÁCULO DE HUMOR E IMPROVISAÇÃO H.A.R.O.L.D.O., DE FERNANDO CARUSO


Recém inaugurado no Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, o Espaço Tápias – nova sede física do Grupo Tápias Cia de Dança –, recebe no próximo sábado, 21/5, o solo de dança Entre Impermanências e Resíduos, fruto da parceria da bailarina Bruna Fiuza com a diretora Paula Águas, e o espetáculo de humor e improviso H.A.R.O.L.D.O., criado e dirigido por Fernando Caruso, em cartaz durante os domingos de maio, ambos às 20h, na Sala Maria Thereza Tápias, que conta com patrocínio do Instituto Cultural Vale

Espaço Tápias iniciou sua programação cultural no dia 1º de maio, domingo, com o espetáculo de humor e improvisação H.A.R.O.L.D.O., sucesso de Fernando Caruso, que ocupa a Sala Maria Thereza Tápias nos domingos de maio. Livremente inspirado no formato Harold, a montagem se dá de forma totalmente improvisada. A partir de uma palavra sugerida pela plateia, o grupo de atores desenvolve histórias inéditas de narrativa cômica com duração de uma hora. Humorista experiente, Caruso dirigiu e atuou durante nove anos no espetáculo Z.É - Zenas Emprovisadas, ao lado de nomes como Marcelo Adnet, Gregório Duvivier e Rafael Queiroga. Agora, dirige o espetáculo construído com seus ex-alunos formados no Tablado.

Todos os sábados de maio serão dedicados à dança. Paula Águas dirige Bruna Fiuza no solo Entre impermanências e resíduos, em 21 de maio. As fases da vida e temas sobre a transformação são revisitados de forma cíclica, entremeados por frases e imagens de artistas como Paula Costa e Roberto Alencar. 

"Durante o período de 2014 a 2019, mergulhei nos estudos da graduação em fisioterapia com um olhar para a estrutura, a biomecânica e a fisiologia. Mas, a bailarina começou a questionar o rumo da pesquisa de corpo, pois com o corpo estruturado desejava usar as capacidades físicas adquiridas para criar, dançar e ir para além da sua forma. A pesquisa começa, então, a fundir o olhar objetivo com o subjetivo. Neste percurso surge um processo de pura impermanência em constante transformação e simultaneamente as memórias, marcas e arquivos onde ao mover vem à tona por uma janela da percepção”, explica Bruna.

O solo de dança Entre Impermanências e Resíduos, colaboração entre a bailarina Bruna Fiuza e a diretora Paula Águas, rodeia questionamentos sobre a impermanência, tudo aquilo que está em constante transformação, e o residual, tudo aquilo que se tornou acervo. Na resistência de manter o acervo vivo se constrói a história individual.

A pesquisa acontece dentro de sistemas de improvisação em cinco temas: a. Nascimento - vontade de existir, de querer vir pro mundo; b. Infância - aprendizagem, sobrevivência, ingenuidade; c. Juventude - vitalidade, desbravar, não ver limites; d. Adulto - negociação, construção, afirmação no mundo; e e. Ancião - calmaria, ponderação, aceitação. "De forma cíclica revisito esses temas e numa constante atualização da memória crio novos fraseados, novas narrativas. A cada vez que refaço vou me desvendando, poderia assim dizer que me reconheço, mas não me conheço", completa.

Em andamento desde maio de 2021, é também entremeada por imagens e frases de artistas como Paula Costa, Roberto Alencar e o projeto um.bigas. Tem a colaboração da artista Paula Costa com a projeção do seu vídeo “Gelo Rosa” e utiliza um texto de Kazuo Ohno do livro “Treino e(m) poema”. Em julho passado, as artistas realizaram um trabalho de campo em uma aldeia xamânica, redimensionando e aprofundando ainda mais a pesquisa.

Com localização estratégica no ponto mais central da Barra da Tijuca, o Jardim Oceânico, o Espaço Tápias fica próximo ao metrô e ao lado de um estacionamento, na avenida Armando Lombardi, uma das principais vias do bairro, servida por grande oferta de linhas de ônibus. 

“A abertura da nossa sede é um marco importante em nossa trajetória dedicada à dança. Nosso objetivo é poder continuar a fazer, agora de forma contínua, o que já vínhamos fazendo há cerca de três décadas, com todas as ações do Dança em Trânsito e Festival Tápias e em atividades pontuais, que é contribuir para a expansão e o desenvolvimento da dança, em especial a contemporânea, criando conexões, promovendo intercâmbios, abrindo possibilidades para alimentar e fomentar talentos, incentivar a criação e acolher os artistas e companhias de dança profissionais e emergentes”, comemora Giselle Tápias.

Sala Maria Thereza Tápias abriga sessões de espetáculos variados, infantis e adultos, aos fins de semana; residências de intercâmbio nacionais e internacionais; oficinas; conversas com artistas e agentes culturais; ações de pesquisa; acolhimento de artistas e companhias de dança do Brasil, e atividades socioeducativas e culturais gratuitas voltadas para comunidades de baixa renda, em especial as do seu entorno. As outras duas salas do Espaço Tápias – Sala Laranja e a Sala Rosa – recebem atividades em cursos regulares ou livres para o público infantil, adulto e profissional.

Foto: Bruna Fiuza

SERVIÇO
ESPAÇO TÁPIAS
Sala Maria Thereza Tápias
Capacidade: 80 lugares
Entrada pela Rua Pedro Bolato, s/nº (ao lado do restaurante La Mole)
Jardim Oceânico – Barra da Tijuca
Estacionamento ao lado (preço único R$ 10)

PROGRAMAÇÃO MAIO / 2022

ESPETÁCULOS

Sábados I DANÇA 

21/05
Entre Impermanências e Resíduos
Direção: Paula Águas 
Interpretação: Bruna Fiuza 
Duração: 30 minutos
Classificação etária: livre
Valor do ingresso: R$30 inteira / R$15 meia 
Vendas: www.sympla.com.br  ou na bilheteria (aos sábados e domingos, de 15h às 20h)

Domingos I TEATRO ADULTO

22 e 29/5
H.A.R.O.L.D.O.

Habilidade de Associação Rápida com Objetos, Lugares e Diálogos Originais
Estreia: 1º de maio
Temporada: domingos de maio, às 20h
Concepção e direção: Fernando Caruso 
Assistente direção: Davi Salazar
Produção: Diogo Costa, Leticia Vasconcelos, Ohanna Salles e Pablo Pêgas
Classificação etária: 16 anos
Duração: 1h
Ingressos: R$40 inteira / R$20 meia
Vendas: www.sympla.com.br  ou na bilheteria (aos sábados e domingos, de 15h às 20h)

Elenco:
Ana Procópio, Arthur Brasiliano, Diogo Costa, Gabriel Savelli, Giovanna Maia, Layane Karenyna, Leticia Vasconcelos, Mariana Cabral, Marina Almendra, Ohanna Salles e Pablo Pêgas.

Voltar