× O ClickOnDance vai mudar! Em breve novidades sobre a nova experiência de aulas online que estamos preparando para você. Nosso portal segue com atualizações diárias e uma curadoria especial com dicas do mundo da dança. Acompanhe também nosso instagram: www.instagram.com/clickondance

20/05/2022 - Como se sentir mais seguro com seu partner


Já ouviu falar de improvisação de contato? Andrew Suseno ensina metodologia própria baseada no compartilhamento de peso.

Para ele, "quando compartilhamos nosso peso, estamos compartilhando a nós mesmos".

Isso torna o compartilhamento de peso um desafio físico e um exercício de vulnerabilidade e confiança que pode ser desafiador para muitos.

Por isso, trouxemos algumas abordagens estratégicas para te ajudar a construir mais conforto e confiança em momentos de parceria.

Vamos lá:

Comece com você mesmo

A falta de conexão com o próprio corpo deve ser o primeiro problema a ser resolvido, já que, se você não se conecta com o seu próprio corpo, como pode querer se conectar com outro?

Pergunte-se: onde está o meu peso corporal? 

Onde está o meu centro de gravidade? 

Como minha coluna está se movendo? 

Então, com essas questões resolvidas convide o outro a se ouvir também.

Suseno acredita que o primeiro passo é  ouvir a si mesmo.

 “Quais são os sinais que estão lhe dizendo para mover determinado músculo?

 Quais são os sinais que estão lhe dizendo para ceder?” 

Uma vez que você comece a sentir isso em seu próprio corpo, você começará a sentir isso nos outros.

Como posso começar a responder essas perguntas?

Realize um aquecimento conectando todas as partes do corpo, especialmente o tronco, para ceder com o fluxo e refluxo da respiração. Você também pode praticar ceder seu peso a algo que é mais previsível do que outro humano, como o chão. Explorar uma superfície estável com diferentes partes do corpo, ajuda.  Suseno recomenda rolar lentamente no chão para despertar o núcleo, isso  permite que os bailarinos encontrem coordenação e se preparem para a imprevisibilidade de estar em um relacionamento dinâmico com outra pessoa.

Criar confiança

O peso não é apenas nosso corpo físico. “Isso inclui nossas identidades, nossas histórias, nossas lutas”, diz ele. “Para criar um local seguro e saudável para esse peso, a conversa precisa ir além do físico.” 

Por esse motivo, é essencial conhecer seus parceiros de dança antes iniciar uma prática de compartilhamento de peso, diz Suseno. 

A construção da parceria deve ser  segura e confiável. Pedir consentimento é sempre importante, entender os limites do corpo do parceiro(a).

Aprenda a ouvir

Pode exigir prática para conseguir ouvir o que seu parceiro está lhe dizendo através do corpo. Uma boa dica para alunos iniciantes é começar as aulas andando pela sala em pares, mantendo um ponto de conexão.

 À medida que eles se tornam mais confortáveis, um parceiro deverá fechar os olhos enquanto o outro os conduz, construindo movimentos mais complexos.

Inclinar-se

Andrew Suseno, que ensina técnicas de contato na cidade de Nova York, diz que a inclinação pode ser um desafio para os dançarinos aprenderem a compartilhar o peso. Pode parecer assustador inclinar-se para fora do seu eixo, por isso experimente mover-se m uito lentamente para começar e depois descobrindo onde o impulso compartilhado pode levá-lo.

Exercícios para uma partilha de peso mais segura

A força dinâmica do núcleo é fundamental para a imprevisibilidade de compartilhar peso com um parceiro, diz a fisioterapeuta Mia Ronson e a treinadora esportiva Jennifer Beach, que trabalham com bailarinos no Richmond Ballet. Use esses exercícios para se preparar para a parceria – eles sugerem duas a três séries de 10 repetições.

1. Prancha com levantamentos alternados de pernas: Na posição de prancha de cotovelo, alterne o levantamento de cada perna ligeiramente do chão, segurando brevemente.

2. Na posição de prancha alta, com os quadris e a parte inferior do estômago equilibrados em uma bola de exercício, levante simultaneamente o braço e a perna opostos, mantendo a estabilidade na bola.

3. Pressão rotacional do core: Fique em pé com os pés afastados na largura do quadril e os joelhos levemente flexionados, com uma faixa de resistência ancorada na altura do peito ao lado de você (passo para o lado até que haja tensão na faixa). Segure a faixa com as duas mãos no peito, depois pressione os braços para frente, resistindo às forças rotacionais. Para avançar o exercício, fique em uma superfície instável como uma bola BOSU, uma almofada de espuma ou um travesseiro.

4. Ponte do quadril na bola de exercícios: Deite-se de costas com os joelhos dobrados a 90 graus e os pés apoiados em cima de uma bola de exercícios. Execute uma ponte de quadril mantendo a estabilidade. 

5. Shoulder press: Ancore uma faixa de resistência a um objeto baixo e estável. Pegue a faixa com uma mão, segurando-a perto do ombro enquanto estiver agachada, e pressione para endireitar o braço e as pernas. Alterne pressionando para cima e pressionando diagonalmente para o lado oposto. Lados do interruptor. Para avançar, tente ficar em uma superfície instável.

Voltar