× O ClickOnDance vai mudar! Em breve novidades sobre a nova experiência de aulas online que estamos preparando para você. Nosso portal segue com atualizações diárias e uma curadoria especial com dicas do mundo da dança. Acompanhe também nosso instagram: www.instagram.com/clickondance

23/06/2022 - Dicas infalíveis para memorizar a coreografia


Quer melhorar o seu desempenho nas aulas e ter mais facilidade para memorizar sequências do ballet? Então continue a leitura desse post, atente-se para as nossas dicas e coloque-as em prática na sua próxima aula! Só não vale desistir!

1. Mantenha sua concentração

A concentração é fundamental para quem pretende se aprimorar na hora de memorizar sequências do ballet. Quando entramos em uma sala de aula ou em um ensaio desconcentrados, o nosso rendimento é prejudicado e não conseguimos acompanhar as sequências como normalmente poderíamos.

Alguns professores costumam dizer para deixar os problemas pessoais do lado de fora da porta e ser 100% bailarina(a) dentro da sala de aula. Ou seja, sua cabeça precisa estar na dança e não em outro lugar.

Se você costuma se dispersar muito facilmente, busque alguns exercícios para desenvolver a sua concentração e também para minimizar a insegurança. As distrações podem aparecer devido ao medo de esquecer alguma coisa, por isso vale a pena exercitar a insegurança. Com seu maior comprometimento, verá os resultados aparecendo a cada aula ou ensaio!

2. Esteja no primeiro lugar da fila

Toda bailarina já vivenciou o momento de um “branco” na sequência da barra ou mesmo do centro e aproveitou o momento para copiar as demais bailarinas que estavam a sua frente. Mas, quando você é a primeira da fila essa história muda de figura. Você pode estar pensando “como vou ter facilidade em memorizar a sequência, sendo exatamente a primeira pessoa da fila?”.

Quando acostumamos a copiar das colegas de sala tiramos dos nossos ombros a responsabilidade de memorizar a sequência sem depender de ninguém para dar aquela “ajudinha”. Ser o primeiro da fila é tomar para si a responsabilidade e, na hora em que a sequência está sendo passada pelo(a) professor(a), isso fará com que a sua concentração e o seu foco aumentem.

Logo, você se acostumará a trabalhar com esses níveis de atenção e a sua memória será estimulada nas aulas seguintes. Pode ser difícil no começo, mas você verá que com o tempo essa prática ajudará bastante nas memorizações posteriores. Portanto, se desafie e seja o(a) primeiro(a) da fila!

3. Divida a coreografia para memorizar sequências do ballet

As sequências de coreografia podem mesmo confundir a nossa cabeça, especialmente no momento em que estão sendo dadas. É comum ter dificuldade em memorizar sequências do ballet, são muitas coisas para pensar ao mesmo tempo, pés, pernas, braços, cabeça, etc. Por essa razão, dividir a coreografia é uma boa tática para facilitar a memorização.

A divisão fica a seu critério. Há quem prefira aprender primeiro toda a movimentação dos braços para deixar que as movimentações das pernas e demais partes do corpo acompanhem. Há quem prefira dividir a coreografia em pedaços de acordo com a contagem. Normalmente, a contagem do ballet se dá em oito tempos, então você pode facilitar sua memorização assimilando as sequências dentro de um “oito” de tempos, por exemplo.

O método é você quem escolhe! O importante é que você siga uma estratégia que facilite a memorização das sequências. Assim, quando você perceber estará com tudo na mente e também no corpo!

 

 PIN IT

4. Faça uma anotação estratégica

Anotações ajudam o nosso cérebro a captar melhor tudo o que estamos aprendendo. Você já dever ter utilizado essa técnica na escola e pode pensar que isso só funcione quando o assunto é teórico, mas também funciona em exercícios de ordem prática!

Nossa mente é exercitada quando fazemos anotações e quando revisamos essas anotações, por mais que o nosso corpo não esteja dançando naquele momento. Portanto, anotações estratégicas podem sim ajudar a memorizar sequências do ballet.

Não é necessário anotar todos os detalhes da coreografia, por exemplo. Você pode focar no que exige mais atenção ou no que você tem mais dificuldades. Uma boa dica é anotar as direções, os desenhos coreográficos e a utilização dos membros e seus lados (direito e esquerdo).

5. Reproduza os passos lentamente

A divisão “corpo e mente” fica bem evidente nas aulas de dança. Há quem memorize sequências facilmente, mas na hora de reproduzir os passos sai tudo errado! Mesmo que a sequência esteja perfeitamente decorada em nossa cabeça.

Daí a importância de reproduzir os passos lentamente. A velocidade mais lenta ajuda o corpo a entender os caminhos das movimentações e até mesmo a “limpar” os passos. Assim que você assimilar os passos na velocidade mais lenta, pode ir aumentando a velocidade aos poucos até conseguir executar no tempo certo da música. É um exercício maravilhoso, utilizado até mesmo na rotina dos bailarinos profissionais, para memorizar sequências do ballet!

6. Tire todas as suas dúvidas com o(a) professor(a)

Se o professor está em sala de aula é fundamental aproveitar tudo o que ele/ela tem para ensinar! Aproveite para sanar todas as possíveis dúvidas e realmente “sugar” todo o conteúdo que esse profissional pode te oferecer. Se não entendeu alguma coisa, deixe a vergonha de lado e pergunte! A sala de aula é o seu espaço para aprender e, portanto, errar também.

Não leve as dúvidas para casa. Reproduzir sequências sem certeza do que está fazendo pode levar você ao erro. Nada melhor que o seu professor ou professora para eliminar as dúvidas e deixar você com mais segurança para executar as sequências que precisa.

Se for permitido, também pode ajudar filmar a aula e o(a) próprio(a) professor(a) executando as sequências. Assim você terá material para estudar em casa e poderá tirar dúvidas quando precisar!

Seguindo todas essas dicas memorizar sequências do ballet provavelmente não será mais um problema para você e o seu desempenho só aumentará!

Voltar