09/03/2019 - Compañía Antonio Gades, da Espanha, faz turnê, neste mês de março, por cinco capitais brasileiras


 A trupe, considerada ainda hoje o principal ícone da dança espanhola e principal representante da dança flamenca no mundo, apresenta o espetáculo Carmen em cinco cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Curitiba e Belo Horizonte. Nas capitais carioca e paulista, a inédita coreografia Fuenteovejuna também está na programação.

Lenda da dança, o bailarino e coreógrafo Antonio Gades (1936-2004) foi uma das figuras mais importantes na dança e no teatro europeu do século 20. Sua obra buscava restaurar a essência de cada passo, definido pela tradição, pelo folclore, pelo povo. Seu trabalho pode ser visto como uma tentativa de estudar a cultura clássica e popular espanhola em profundidade, para glorificá-la, honrando suas raízes e suas fontes.

Gades estava sempre ciente de que seu trabalho representava a herança cultural de seu povo e que ele deveria agir com cuidado para respeitar sua integridade, a fim de não a alterar. Sua maior conquista foi transformar o flamenco em uma arte dramática, desconsiderando a bravura chamativa e gratuita que, às vezes, ameaça invadir a cena.

PROGRAMAS

CARMEN

Inspirado livremente na obra do romancista francês Prosper Merimée, o balé Carmen foi a primeira obra cênica da mítica colaboração do bailarino e coreógrafo Antonio Gades (1936-2004) com o cineasta Carlos Saura. A dupla partiu da intensa música criada por Bizet para sua ópera homônima e a contrapôs à sensualidade, paixão, amor e rivalidade reverberados no mais autêntico flamenco.

Os artistas da Compañía Antonio Gades vivem e respiram o balé, revelando as múltiplas facetas de um personagem lutador, apaixonado e amante da liberdade. A magistral transição entre as cenas traz a assinatura cinematográfica de Saura.

A inconfundível clareza na exposição do drama reafirma a característica marcante das obras de Gades. Os acontecimentos se sucedem de tal forma, que ao final o espectador fica em dúvida, sem saber ao certo se assistiu ao ensaio de uma companhia de flamenco ou a uma autêntica tragédia.

Vinte e oito anos depois de sua criação, a Carmen de Antonio Gades e Carlos Saura continua impactando os espectadores de todo o mundo. Obra revolucionária em seu tempo acabou por converter-se em um clássico da dança espanhola e em principal cavalo-de-batalha da atual Compañía Antonio Gades.

FUENTEOVEJUNA

Considerada o ponto alto da Dança Espanhola hoje e, infelizmente, o último trabalho de Gades, Fuenteovejuna é a versão teatral criada por Gades sobre a obra homônima do dramaturgo espanhol Lope de Vega. O núcleo da história gira em torno da luta solidária de um povo contra a tirania de um cacique, símbolo do despotismo e dos privilégios inamovíveis das classes dominantes.

Segundo José Manuel Caballero Bonald, co-roteirista da montagem, “o desdobramento temático e o sentido geral de Fuenteovejuna coincidiam expressamente com a linguagem artística e a postura cívica do próprio Gades”.

A luz dos quadros de Velásquez, o teatro do Século de Ouro, a imensa riqueza da dança popular espanhola, são todas ferramentas que Gades utiliza com sua característica maestria para contar, sem qualquer palavra, o futuro do autêntico protagonista da obra: o povo de Fuenteovejuna.

O espectador se sente retratado em uma obra que irá emocionar todo tipo de público. Magistral mescla do erudito com o popular, Gades manifesta neste grande espetáculo, aquilo que já se converteu em seu testamento básico, sua confiança na riqueza e poder expressivo da dança espanhola em toda sua extensão, incluindo o balé folclórico, a dança estilizada e o flamenco.

O bailarino e coreógrafo Antonio Gades, que dá nome a cia de dança.

Sobre a Compañía Antonio Gades
Após a morte do coreógrafo, a Fundação Antonio Gades mantém e promove seu legado. Dirigida por sua viúva Eugenia Eiriz e sob a presidência de María Esteve (atriz e filha de Gades), a Fundação patrocina a Compañía de Dança Antonio Gades, que continua sendo uma das grandes referências da dança espanhola e do flamenco.

A direção artística da companhia leva a assinatura de Stella Arauzo, que começou a dançar com Gades aos 17 anos e, assim como vários bailarinos, faz parte do elenco original e que agora ajuda os novos membros a internalizar a filosofia, a estética e a ética de Gades. Desde 1988, Stella encarna a Carmen de Gades, sendo considerada inigualável no papel da carismática heroína.

Nos últimos 15 anos, a companhia se apresentou nos mais renomados teatros, entre eles: Teatro Real de Madri, Teatro da Zarzuela, Palau de les Arts de Valência, Liceu Opera Barcelona e Centro Niemeyer, na Espanha; Sadler’s Wells, em Londres; City Centro, em Nova York; Herodes Atticus, em Atenas; Arena di Verona, na Itália; Gran Teatro Alicia Alonso, em Havana; Bunkamura Orchard Hall, em Tóquio; e Müpá, em Budapeste.

Fotos: divulgação

turnê da Compañía Antonio Gades – Temporada Dell’Arte de Dança 2019

SERVIÇO
Programação:

  • RIO DE JANEIRO
    29 e 30/03 (sex e sáb), às 20h – Fuenteovejuna
    31/03 (dom), às 16h – Carmen
    Onde: Theatro Municipal do Rio de Janeiro
    Quanto:
    Plateia e Balcão Nobre – R$320,00
    Balcão Superior – R$200,00
    Galeria – R$120,00
    Galeria Promocional – R$50,00
    Ingressos (30% desconto no site Dell’Arte):
    Fuenteovejuna
    Carmen
  • SÃO PAULO
    02/04 (ter), às 21h – Fuenteovejuna
    03 e 04/04 (qua e quin), às 21h – Carmen
    Onde: Teatro Bradesco
    Rua Palestra Itália, 500, 3° Piso – Perdizes
    Quanto:
    Plateia A a N – R$320,00
    Plateia O a W e Camarote – R$300,00
    Frisa 1º andar – R$200,00
    Frisa 2º andar – R$160,00
    Frisa 3º andar – R$140,00
    Balcão Nobre – R$100,00
    Ingressos (30% desconto no site Dell’Arte):
    Fuenteovejuna
    Carmen
  • PORTO ALEGRE
    06/04 (sáb), às 21h – Carmen
    Onde: Teatro Oi Araújo Vianna
    Av. Osvaldo Aranha, 685
    Quanto:
    Plateia Gold: R$150,00
    Plateia Baixa Central: R$120,00
    Plateia Baixa Lateral e Camarote: R$100,00
    Plateia Alta Central: R$90,00
    Plateia Alta Lateral: R$80,00
    Ingressos (30% desconto no site Dell’Arte): link
  • CURITIBA
    09 e 10/04 (ter e qua), às 21h – Carmen
    Onde: Teatro Guaíra
    Rua XV de Novembro, 971 | Centro
    Quanto:
    (primeiro lote)
    Plateia e Balcão 1: R$160,00
    Balcão 2: R$75,00
    (segundo lote)
    Plateia e Balcão 1: R$200,00
    Balcão 2: R$75,00
    Ingressos (30% desconto no site Dell’Arte): link
  • BELO HORIZONTE
    12 e 13/04 (sex e sáb), às 21h – Carmen
    Onde: Teatro Sesc Palladium
    Rua Rio de Janeiro, 1046 – Centro
    Quanto:
    (primeiro lote)
    Plateia 1: R$150,00
    Plateia 2: R$100,00
    Plateia 3: R$50,00
    (segundo lote)
    Plateia 1: R$180,00
    Plateia 2: R$130,00
    Plateia 3: R$75,00
    Ingressos (30% desconto no site Dell’Arte): link
Voltar