12/03/2019 - Audição Cia Masculina de Dança Jair de Moraes - PR


Cia de Dança Masculina Jair Moraes é a primeira companhia de dança formada exclusivamente por homens no Brasil.
audição será composta por aula de ballet clássico e repertório da Cia.
Para se inscrever é necessário solicitar a ficha de inscrição através do e-mail ciamasculinajairmoraes@gmail.com.

Audição
Cia Masculina de Dança Jair de Moraes

SERVIÇO
Data: 08 de abril de 2019
Horário: Segunda, 20h
Local: Nosso Espaço Arte Cultura e Lazer
Rua Barão do Rio branco, 261, Centro, Curitiba – PR
Inscrição: ciamasculinajairmoraes@gmail.com

Sobre a Cia

Idealizada e dirigida pelo bailarino, coreógrafo e grande mestre da dança Jair Moraes a Companhia é uma das referências de dança contemporânea e balé clássico em Curitiba e no Brasil. A Cia surgiu em 2003 através da Escola de Dança Teatro Guaíra. 

Cia de Dança Masculina Jair Moraes é bastante atuante no cenário da dança nacional. E desde seu surgimento é convidada a fazer a abertura ou o encerramento de importantes festivais de dança pelo país ou apenas para apresentar o seu repertório. 

Sobre Jair Moraes

Nascido no Rio de Janeiro, em 30 de outubro de 1946, Jair trilhou um caminho de sucesso e conquista, além de enfrentar vários obstáculos em sua carreira, incluindo, o preconceito. Iniciou sua jornada aos 14 anos, estagiando no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, na época sob direção de Hector Zaraspe. Com orientação das mestras de dança Tatiana LeskovaEugênia Feodorova (falecida em 2007), Jair conquistou seu lugar como bailarino fazendo parte do Corpo de Baile do Teatro Guaíra, e atuando como solista no Theatro Municipal de São Paulo, além de viajar pela Europa durante 8 anos como membro do Ballet Gulbenkian(Lisboa).

No início dos anos 80, tornou-se maître-de-ballet e assistente de ensaio do Balé do Guaíra, onde já atuava como primeiro bailarino. Em 1983 iniciou um trabalho de direção com o grupo Raízes, de Caxias do Sul (RS). Nos anos 90 assumiu a direção do corpo de balé do Teatro Guaíra e coreografou diversos espetáculos, entre eles, Canções (1994), Rhapsody in blue(1994), de Ana MondiniOlhos para o mar (1996), de Henning Paar,  O Mandarim maravilho(1996), de Júlio MotaCoppellius, o mago (1997), de Márcia Haydée, e Viva Rossini (1996), de Tíndaro Silvano.  Jair também foi professor na escola do Teatro Bolshoi, em Joinville, por dois anos.

Jair Moraes se apresentou ao lado de grandes nomes da dança como Ana BotafogoNora EstevesEliana Caminada e Carla Couto; além de atuar em diferentes partes do Brasil, como diretor, mestre, coreógrafo e consultor artístico. Entre os prêmios conquistados em sua carreira, podemos destacar Revelação do Festival de Nervi (Itália), Melhor Bailarino no Festival de Inverno de Cascais (Portugal), Coreógrafo Revelação pelo Festival Internacional de Trujillo(Peru), nomeado Melhor Coreógrafo no Concurso de Coreografia Havana (Cuba).

Jair Moraes permaneceu na instituição do Balé Teatro Guaíra como Maitre, exercendo as funções de coreógrafo e diretor da Cia. de Dança Masculina Jair Moraes até a sua morte em 25 de dezembro de 2016, aos 70 anos. Os bailarinos, seus eternos aprendizes, continuam seu legado criando através do movimento e se apresentando em festivais de dança pelo Brasil e em espetáculos pelos teatros da capital paranaense. 

 

 

 

Voltar