27/03/2019 - Movimentação Singular com Renata Versiani , Petrópolis - RJ


Sobre Movimentação Singular

Quando pensamos no processo criativo de um artista, seja ele qual for, pensamos tanto nos diferentes caminhos trilhados para a expressão deste artista como no seu processo e desejo de se comunicar com/através de sua obra. Para o artista cênico - especificamente o ator, performer, bailarino – o corpo se coloca não só no centro deste processo como também constitui a obra em si. É no corpo e nas suas infinitas possibilidades de expressão que o artista cênico se coloca no mundo, Esta pesquisa aponta a possibilidade de uma sensibilização e percepção do movimento com o objetivo da criação de uma movimentação singular ou seja, uma maneira pessoal do artista cênico se colocar no mundo. É apresentado três texturas básicas e inicias da movimentação singular: Osso, músculo e pele. Que serviram de suporte para a segunda etapa da pesquisa onde cada artista/bailarino encontrará sua expressão de mover, estimulada pelos sentidos e as memórias corporais e sensórias que estes trazem. 

Sobre o curso

O curso proposto para Esse grupo em petrópolis terá 16horas no total divididas em 8 encontros durante o ano de 2019. Passaremos por todas as três texturas e pelos sentidos, construindo ao final um corpo expressivo, singular e comunicativo.

Maiores informações ou para contratar esse curso e projeto entre em contato inbox ou pelo e-mail 

Renata Versiani
**(55)(21) 98133 4332
renataversiani@hotmail.com
Instagram: Renatalversiani
www.renataversiani.com.br

Instagram: ReferenciaemArtes

Sobre Renata Versiani

Artista com mais de 25 anos de experiência profissional em várias frentes da dança. É performer, diretora de Movimento e professora universitária, desenvolve sua pesquisa: Movimentação Singular e realiza vários projetos de vídeo dança e intervenções Urbanas. As ultimas criações em que esteve atuando foram em 2019 na peça infantil Creme Do CéU, onde estreio como atriz. Em 2018 é intérprete criadora do Solo criado pela coreografa Flavia Tápias para Renayta
Versiani O Azul do céu me indetermina e foi Performer e coreografa do Olhar de um Corpo para Galeria Auroras na SPARTE 2018. Em 2016 começa a criar com sua sócia a Produtora Referencia em Artes, produzindo e fazendo direção de movimento de vários trabalhos artísticos. Trabalhou como primeira bailarina no Teatro Municipal do RJ e como interprete criadora das cias: Ateliê de Coreografia do João Saldanha, Staccato/Paulo Caldas, cia. Deborah Colker e em parceria com outros artistas em pequenos projetos independentes. Trabalhou como coreografa assistente da Abertura dos jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016, como assistente de direção do Festival Dança em Transito, Grupo Tápias e Porto de memórias, projeto de Regina Miranda.

Voltar