09/04/2019 - Schumann ou Os Amores do Poeta | Suíte Bernstein | Fada do Amor, com São Paulo Companhia de Dança


Schumann ou Os Amores do Poeta | Suíte Bernstein | Fada do Amor
São Paulo Companhia de Dança

SERVIÇO
Data: 10 de abril de 2019

Horário: Quarta, 15h
Local: Fábrica de Cultura Brasilândia
Av. General Penha Brasil, 2508 – Vila Nova Cachoeirinha, São Paulo – SP
Ingresso: Grátis
Informações: (11) 3859-2300

RELEASES E FICHA TÉCNICA DAS OBRAS QUE SERÃO PRESENTADAS

"Schumann ou Os Amores do Poeta" (2018) – 1º Ato

Trata-se da primeira parte do espetáculo Schumann ou Os Amores do Poeta, que traz um recorte de canções do compositor alemão Robert Schumann, escritas em 1840. Este primeiro ato – um Neoclássico – contempla o ciclo completo de Os Amores do Poeta Op.48. Os textos destas 16 canções vêm do Lyrisches Intermezzo, ou o “Intermezzo lírico”, do poeta Heinrich Heine, escritos entre 1822 e 1823 e publicados como parte da obra Das Buch der Lieder.

Concepção, dramaturgia, direção teatral e espaço cênico: William Pereira
Direção musical: Ricardo Ballestero
Coreógrafos: Cassi Abranches e Milton Coatti
Direção artístico-pedagógica da Santa Marcelina Cultura: Paulo Zuben
Direção artística da São Paulo Companhia de Dança: Inês Bogéa
Iluminação: Caetano Vilela
Figurinos: Acervo SPCD

"Fada do Amor" (1993)

O duo traduz a energia e o amor da fada pelo ser humano marcado por sua entrega e delicadeza. O pas de deux integra Dr. Coppélius, O Mago de Marcia Haydée, uma releitura de Coppélia. A magia desta obra nos leva a perceber a leveza da bailarina que cruza a cena nos braços do bailarino.

Coreógrafa: Marcia Haydée
Música: La Nymphe de Diane, No 16 B, de Léo Delibes (1836-1891), solo de violino executado por Jean Baptiste Marie e Roger André
Iluminação: Nicolas Marchi
Figurino: Evandro Machado

"Suíte Bernstein" (2018)

Inspirados nas principais obras de Leonard Bernstein para a Broadway, os coreógrafos Edson Guiu e Erika Novachi, criam coreografias que refletem as inquietudes do compositor, pianista e maestro, por meio de uma jornada pelos musicais West Side StoryFancy Free e On the TownSuíte Bernstein faz parte da obra Bernstein 100, que apresenta um pouco do que o compositor representou, da importância da sua obra erudita à defesa da transição entre os gêneros eruditos e populares e a sua atuação como maestro das principais orquestras do mundo.

Coreógrafos: Erika Novachi e Edson Guiu
Música: Leonard Bernstein
Iluminação: Wagner Freire
Figurino: Balletto por Luciana Mantegazza

SOBRE A SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA

Direção Artística | Inês Bogéa

Criada em janeiro de 2008, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) é um corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa, doutora em Artes, bailarina, documentarista e escritora. A São Paulo é uma Companhia de repertório, ou seja, realiza montagens de excelência artística, que incluem trabalhos dos séculos XIX, XX e XXI de grandes peças clássicas e modernas a obras contemporâneas, especialmente criadas por coreógrafos nacionais e internacionais. A difusão da dança, produção e circulação de espetáculos é o núcleo principal de seu trabalho. A SPCD apresenta espetáculos de dança no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior e é hoje considerada uma das mais importantes companhias de dança da América Latina pela crítica especializada. Desde sua criação, já foi assistida por um público superior a 660 mil pessoas em 17 diferentes países, passando por mais 136 cidades, em mais de 860 apresentações. Desde sua criação, a Companhia já acumulou 22 prêmios, nacionais e internacionais. Além da Difusão e Circulação de Espetáculos, a SPCD tem mais duas vertentes de ação: os Programas Educativos e de Formação de Plateia e Registro e Memória da Dança.


INÊS BOGÉA – Direção Artística | Inês Bogéa é doutora em Artes (Unicamp, 2007), bailarina, documentarista, escritora e professora no curso de especialização Arte na Educação: Teoria e Prática da Universidade de São Paulo (USP). De 1989 a 2001, foi bailarina do Grupo Corpo (Belo Horizonte). Foi crítica de dança da Folha de S. Paulo de 2001 a 2007. É autora de diversos livros infantis e organizadora de vários livros. Na área de arte-educação foi consultora da Escola de Teatro e Dança Fafi (2003-2004) e consultora do Programa Fábricas de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado (2007-2008). É autora de mais de quarenta documentários sobre dança.

SOBRE AS FÁBRICAS DE CULTURA

As Fábricas de Cultura são espaços de acesso gratuito que disponibilizam, principalmente para jovens, diversas atividades para formação artísticas nas mais diversas linguagens. Um programa que promove o desenvolvimento integral dos indivíduos por meio da valorização e ampliação de universos culturais, de situações de convivência e experiências artísticas.

Para mais informações, acesse: spcd.com.br

Voltar