07/06/2019 - Dar uma pausa pode fazer de você um bailarino melhor


Nós bailarinos somos treinados para trabalhar extremamente duro 24 horas por dia, muitas vezes tirar uma folga da dança pode ser visto como uma fraqueza, ou um sinal de que você não ama a arte tanto quanto um bailarino que decide treinar durante o ano todo. Mas essa mentalidade em relação ao treinamento constante, pode levar ao esgotamento, exaustão, depressão e, claro, a lesões.

Fazer uma pausa é saudável e essencial: dê descanso ao seu corpo, explore o treinamento cruzado (cross training) e permita que sua mente se concentre em outras atividades por algum tempo!

Benefícios para a saúde mental

Dar tempo ao seu cérebro para recalibrar pode ajudar a limpar sua mente e permite que você retorne à sua tarefa com uma nova perspectiva. Você já se concentrou em algo tanto que tentava encontrar uma maneira de melhorar ou aprimorar, mas não conseguia encontrar/realizar de jeito nenhum? E então, você se afastou um pouco e quando voltou: BINGO! Encontrou a solução. Portanto, se você está tendo problemas para criar, executar um movimento, lembrar de uma certa variação: para. Descanse. E volte depois - Acredito, as chances de sucesso são muito maiores!

Esgotamento

O esgotamento é um perigo muito real para os dançarinos. A dança uma arte que exige um grande nível de determinação e dedicação - muitos dançarinos treinam 5 ou 6 dias por semana para manter a força e a técnica necessárias para obter sucesso. No entanto, essa mentalidade pode levar rapidamente ao overtraining, o que pode resultar em esgotamento mental e físico. Isso pode se manifestar de várias maneiras, incluindo: cansaço constante, negatividade, falta de concentração, lesões, ansiedade, falta de sono ou baixo desempenho, tanto no palco na sua vida!. Fazer uma pausa é essencial na vida de um bailarino! Tire um cochilo, medite, faça uma massagem. Seja gentil com você mesmo e reconheça quando você se separar um pouco da dança (por mais doloroso que isso seja).

Recuperação ativa (Active Recovery)

A recuperação ativa é um método usado por alguns dos melhores atletas do mundo, não apenas quando eles estão tentando se recuperar de uma lesão! A recuperação ativa difere da recuperação passiva (onde você basicamente não faz nada - o que às vezes é necessário!), Pois é um exercício de intensidade mais baixa que é diretamente benéfico para o seu corpo. Você Pode - e deve - integrar esse tipo de exercício na sua rotina de treinos. Algumas atividades interessantes são: são nadar, caminhar, andar de bicicleta ou fazer caminhadas. (Ah! E não esqueça: aproveite esse momento para relaxar!)

Treinamento cruzado (Cross Training)

Semelhante à recuperação ativa, o treinamento cruzado é uma parte importante da rotina de qualquer bailarino. A incorporação de diferentes métodos de exercício pode ajudar a fortalecer grupos musculares que não são usados ??com frequência durante as aulas regulares de dança. Faça uma aula de yoga ou pilates, por exemplo! Experimente alguma resistência ou treino com pesos. Existem várias opções! ( nessa matéria separamos algumas dicas:

Por fim, ao fazer uma pausa jamais pensei que você está sendo preguiçoso! Trabalhe duro durante os treinos e permita-se descansar e monitorar sua saúde. Assim, você estará pronto para arrasar nos palcos! :)

Fonte: https://www.danceplug.com



 

Voltar