10/06/2021 - Temporada 2021 da São Paulo Companhia de Dança no Teatro Sérgio Cardoso tem alteração de horário


São Paulo Companhia de Dança (SPCD), corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa, estreia na próxima semana sua Temporada 2021, intitulada Tempo da Travessia, no Teatro Sérgio Cardoso, tradicional palco das temporadas anuais da SPCD na capital paulista. Seguindo a nova atualização do Plano São Paulo para o enfrentamento à Covid-19, os espetáculos que estavam agendados de quinta a sábado para as 20h terão agora início às 19h. Os espetáculos marcados para domingo seguem às 17h.

Ao longo de duas semanas, serão apresentadas quatro obras – duas delas inéditas –, em programas que revelam novos acentos para grandes balés clássicos de repertório e destacam a inventividade da dança contemporânea brasileira.

Entre os dias 17 e 20, o público poderá conferir a estreia de Les Sylphides (Chopiniana), com remontagem assinada por Ana Botafogo, além de Só Tinha de Ser com Você, de Henrique Rodovalho. Entre os dias 24 e 27, é a vez da estreia do clássico Giselle – Ato II, com remontagem de Lars Van Cauwenbergh, acompanhado de Agora, de Cassi Abranches.

De acordo com as diretrizes governamentais de enfrentamento à Covid-19, os espetáculos terão duração aproximada de 1 hora, sem intervalo, e público presencial com ocupação de plateia limitada à capacidade máxima vigente, com todos os protocolos sanitários rigorosamente seguidos.

Os ingressos estão à venda na plataforma sympla.com.br nos valores de R$ 70 (plateia/inteira) e R$ 45 (balcão/inteira). Os espetáculos também poderão ser conferidos em tempo real, de forma gratuita, no canal da SPCD no YouTube e na plataforma Cultura em Casa.

SERVIÇO
São Paulo Companhia de Dança | Temporada 2021 no Teatro Sérgio Cardoso

Endereço: R. Rui Barbosa, 153 - Bela Vista, São Paulo/SP
Online: www.youtube.com/AudiovisualSPCD e www.culturaemcasa.com.br

Programa 1
Repertório
: Estreia de Les Sylphides (Chopiniana), remontagem de Ana Botafogo | Só Tinha de Ser com Você, de Henrique Rodovalho
Datas: 17 a 20 de junho
Horários: quinta, sexta e sábado, às 19h | domingo, às 17h

Programa 2
Repertório
: Estreia de Giselle – Ato II, remontagem de Lars Van Cauwenbergh | Agora, de Cassi Abranches
Datas: 24 a 27 de junho
Horários: quinta, sexta e sábado, às 19h | domingo, às 17h

SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA

Direção Artística e Executiva | Inês Bogéa

Criada em janeiro de 2008, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) é um corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa, doutora em Artes, bailarina, documentarista e escritora. A São Paulo é uma Companhia de repertório, ou seja, realiza montagens de excelência artística, que incluem trabalhos dos séculos XIX, XX e XXI de grandes peças clássicas e modernas a obras contemporâneas, especialmente criadas por coreógrafos nacionais e internacionais. A difusão da dança, produção e circulação de espetáculos é o núcleo principal de seu trabalho. A SPCD apresenta espetáculos de dança no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior e é hoje considerada uma das mais importantes companhias de dança da América Latina pela crítica especializada. Desde sua criação, já foi assistida por um público superior a 764 mil pessoas em 17 diferentes países, passando por cerca de 145 cidades em mais de 1.000 apresentações e acumulando mais de 30 prêmios nacionais e internacionais. Além da Difusão e Circulação de Espetáculos, a SPCD tem mais duas vertentes de ação: os Programas Educativos e de Sensibilização de Plateia e Registro e Memória da Dança.

INÊS BOGÉA - Direção Artística e Executiva | Inês Bogéa é doutora em Artes (Unicamp, 2007), bailarina, documentarista, escritora, professora no curso de especialização Arte na Educação: Teoria e Prática da Universidade de São Paulo (USP) e autora do “Por Dentro da Dança” com a São Paulo Companhia de Dança na Rádio CBN. De 1989 a 2001, foi bailarina do Grupo Corpo (Belo Horizonte). Foi crítica de dança da Folha de S. Paulo de 2001 a 2007. É autora de diversos livros infantis e organizadora de vários livros. Na área de arte-educação foi consultora da Escola de Teatro e Dança Fafi (2003-2004) e consultora do Programa Fábricas de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado (2007-2008). É autora de mais de quarenta documentários sobre dança.

 

Voltar